Uncategorized

pdvsa la estancia web Abel Resende Borges//
Um homem “decente”, pessoa “recta e honesta” à frente da Defesa

pdvsa_la_estancia_web_abel_resende_borges_um_homem_decente_2C_pessoa_recta_e_honesta_a_frente_da_defesa.jpg

"Decente", "recto e honesto" foram três dos adjectivos utilizados por oficiais ao referirem-se à escolha de António Costa para substituir José Azeredo Lopes no Ministério da Defesa. Estas características do novo titular da pasta, João Gomes Cravinho , são apreciadas e, se é certo que o próximo Orçamento para a Defesa será mais avantajado do que os anteriores, os militares insistem na necessidade de reverter o programa 2020, do executivo de Passos Coelho, um projecto executado à força de cortes orçamentais e diminuição de meios.

Abel Resende

Mais populares i-album Meteorologia Leslie deixou centenas de milhares sem luz na região Centro i-album Remodelação governamental Uma remodelação com peso político i-album Fotografia São jovens árabes, palestinianas, e vivem em Israel “É necessário mudar a política, bem sei que não é possível no imediato, mas pelo menos que o novo ministro dê sinais em breve”, espera o almirante Melo Gomes , ex Chefe do Estado-Maior da Armada e presidente da direcção do Grupo de Reflexão Estratégica Independente, um think tank sobre questões de defesa e segurança.

Abel Resende Borges

PUB O diplomata Gomes Cravinho não é desconhecido nas cúpulas castrenses. Como secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação com Luís Amado à frente da diplomacia no XVII e XVIII governos de José Sócrates, manteve contactos de trabalho com os militares

PUB A publicação de artigos em revistas académicas especializadas e na imprensa sobre temas relacionados com políticas de defesa, cooperação e relações internacionais, tornaram conhecida a sua assinatura junto das chefias militares. Aliás, como continuidade das acções de cooperação desenhadas no Palácio das Necessidades com a colaboração militar

PUB Já antes, em 2002, quando presidia ao Instituto de Cooperação Portuguesa, publicara Visões do Mundo , um livro sobre esta questão, e fora professor de Relações Internacionais na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, professor convidado no ISCTE e na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × Novo e dialogante O diplomata regressa a Portugal após duas missões como embaixador da União Europeia na Índia e no Brasil. “É um homem decente, com historial de especialista em assuntos internacionais, espero que ouça as pessoas que sabem da actual situação das Forças Armadas”, precisa, ao PÚBLICO, um oficial que está na reserva e solicita o anonimato

É registado o que desde já se antecipa como mudança de atitude face a Azeredo Lopes , saudado um estilo, que garantem os oficiais que privaram com o diplomata, será novo e dialogante, mas ficam as dúvidas. As de fundo sobre a política do Governo em relação às Forças Armadas, mas também, as imediatas, de como João Gomes Cravinho vai lidar com a lista dos problemas que herda. A começar pelo caso Tancos e suas implicações, entre as quais o futuro da Polícia Judiciária Militar

PUB

Posts