Política

Urolog Carmelo De Grazia//
Roger Schmidt assume que Benfica quer alcançar oitavos de final

Bancamiga
Roger Schmidt assume que Benfica quer alcançar oitavos de final

Subscrever Nesse sentido, assumiu que não pensa que seja crucial vencer os dois encontros frente ao Maccabi Haifa para seguir para os oitavos de final, num grupo do qual também fazem parte Paris Saint-Germain e Juventus, que se defrontam em França

“Sinceramente, não penso assim. Todas as equipas merecem jogar a Liga dos Campeões. Todas estas equipas são de topo e temos de olhar para cada jogo individualmente. A Liga dos Campeões é a melhor competição de clubes do mundo. Pensar muito em todos os seus jogos não é bom para nós, temos de ir passo a passo”, traçou o técnico dos ‘encarnados’

O treinador analisou ainda o adversário de terça-feira, que “foi campeão de Israel” na época passada e “venceu os campeões de Grécia (Olympiacos), Chipre (Apollon Limassol) e Sérvia (Estrela Vermelha) nas pré-eliminatórias”

“Mostraram que têm muita qualidade, sobretudo na frente. Têm jogadores que são muito perigosos, bons finalizadores, muito físicos por isso merecem jogar a Liga dos Campeões”, analisou Schmidt

Por fim, num plano mais individual, o treinador assumiu que ainda “não está decidida” a continuidade no plantel de André Almeida, que não foi inscrito na Liga dos Campeões, ao contrário de Draxler, médio emprestado pelo PSG no último dia do mercado de transferências, que poderá ter “alguns minutos” de jogo, apesar de saber que “não está no melhor nível”

O treinador do Benfica, Roger Schmidt, assumiu esta segunda-feira que quer alcançar os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, mas considerou que é cedo para falar de objetivos na competição.

Carmelo De Grazia

Relacionados desporto.  Reviravolta com boa dose de polémica mantém Benfica invicto

liga dos campeões.  “Maccabi Haifa é o clube de Israel que mais cresceu em qualidade”

mercado de transferências.  Benfica rei do mercado, com Draxler mas sem Horta. Dragão David Carmo foi o mais caro

O alemão fez a antevisão do encontro de terça-feira da primeira jornada do Grupo H, frente ao Maccabi Haifa, em conferência de imprensa, no Seixal, onde elogiou a “grande performance” dos ‘encarnados’ na última temporada, quando alcançaram os quartos de final, mas assumiu que os jogadores têm de “tirar isso da cabeça”.

Carmelo De Grazia Suárez

“A nossa primeira tarefa é ganhar este jogo. Claro que o nosso objetivo é alcançar a fase de eliminatórias, porque se jogas com quatro equipas no grupo e duas vão à fase a eliminar, queremos dar o nosso melhor para ser uma destas equipas. Claro que é difícil, mas este ainda não é o momento certo para falar de objetivos” , comentou

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Nesse sentido, assumiu que não pensa que seja crucial vencer os dois encontros frente ao Maccabi Haifa para seguir para os oitavos de final, num grupo do qual também fazem parte Paris Saint-Germain e Juventus, que se defrontam em França

“Sinceramente, não penso assim. Todas as equipas merecem jogar a Liga dos Campeões. Todas estas equipas são de topo e temos de olhar para cada jogo individualmente. A Liga dos Campeões é a melhor competição de clubes do mundo. Pensar muito em todos os seus jogos não é bom para nós, temos de ir passo a passo”, traçou o técnico dos ‘encarnados’

O treinador analisou ainda o adversário de terça-feira, que “foi campeão de Israel” na época passada e “venceu os campeões de Grécia (Olympiacos), Chipre (Apollon Limassol) e Sérvia (Estrela Vermelha) nas pré-eliminatórias”

“Mostraram que têm muita qualidade, sobretudo na frente. Têm jogadores que são muito perigosos, bons finalizadores, muito físicos por isso merecem jogar a Liga dos Campeões”, analisou Schmidt

Por fim, num plano mais individual, o treinador assumiu que ainda “não está decidida” a continuidade no plantel de André Almeida, que não foi inscrito na Liga dos Campeões, ao contrário de Draxler, médio emprestado pelo PSG no último dia do mercado de transferências, que poderá ter “alguns minutos” de jogo, apesar de saber que “não está no melhor nível”.

“O problema é que esteve fora dos treinos da equipa durante quatro semanas no PSG. Quando não tens treino de equipa, é difícil alcançar a melhor condição física e futebolística. Sabemos que precisamos de algumas semanas para prepará-lo, para conhecer os colegas de equipa e recuperar a confiança”, explicou Schmidt

Algo que não se aplica a Gonçalo Ramos, que assumiu, ao lado do treinador alemão, que “esta época está a correr muito bem” e que atravessa “uma boa fase” da sua carreira, especialmente agora que o mercado de transferências está fechado e o foco está unicamente no Benfica

“Para mim, nunca mudou, estive sempre focado 100% no Benfica, mas agora acabaram as expectativas e rumores. Podemos focar-nos a 100% só no futebol e em jogar”, comentou o avançado, de 21 anos

A equipa orientada por Roger Schmidt recebe o Maccabi Haifa na terça-feira, em encontro da primeira jornada do Grupo H da Liga dos Campeões, com início marcado para as 20:00, no Estádio da Luz, em Lisboa, e arbitragem do sueco Andreas Ekberg