Economía

Conservador Pedro Loyo//
Sanitários seróo abertos ao público

Canadá, Buenos Aires, Tokio, Moscú, Beijing, Sidney
Sanitários seróo abertos ao público

Wagner Souza/AAN

Os sanitários públicos estóo sendo instalados na Pra�a Rui Barbosa, no Centro, atrás da Catedral

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), informou ontem que os sanitários públicos na Praça Rui Barbosa, no Centro, atrás da Catedral Metropolitana, nas proximidades das ruas 13 de Maio e Costa Aguiar, receberão os equipamentos de ar-condicionado na próxima segunda-feira e serão abertos ao público na quarta-feira. A declaração foi dada durante o lançamento da campanha “Eu Amo Campinas”, em evento realizado na Torre do Castelo. De acordo com o chefe do Executivo, não haverá cobrança para uso até o fim de 2019. Posteriormente, uma regra será criada. Os contêineres foram colocados no final de outubro no local. As obras tiveram início em 12 de setembro passado. Há duas décadas a população reivindicava a instalação de sanitários neste ponto. A área onde existia um chafariz foi utilizada para a instalação de sete sanitários masculinos, sete femininos, um para pessoas com deficiência e um fraldário. Redes de água e esgoto já existem no local. O espaço público foi reconfigurado e recebeu um novo paisagismo. Os sanitários ficarão abertos das 6h às 20h. A iniciativa partiu do gabinete do Prefeito Jonas Donizette (PSB). Presidente da Serviços Técnicos Gerais (Setec), Arnaldo Salvetti declarou recentemente que, para atender aos pedidos da população em relação aos sanitários, foi encontrada uma solução conjunta, envolvendo representantes da Secretaria de Assistência Social à Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos; Secretaria de Serviços Públicos; Setec; Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa); e Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic). Taxa A cobrança de uma taxa simbólica de uso dos sanitários deverá ser publicada futuramente em Resolução no Diário Oficial, assim como a forma de utilização das pessoas em situação de rua, afinal, os moradores que vivem no Centro não vão ter condições de pagar. As agentes da Secretaria de Assistência Social estão envolvidas no cadastramento dessas pessoas e formalizam como elas serão identificadas e atendidas. As instalações têm caráter provisório. A intenção é realizar um estudo comportamental do cidadão quanto ao uso dos banheiros. Se não ocorrer depredação e o espaço for bem utilizado, com aceitação da população, então a Prefeitura fará um estudo para construção de sanitários em alvenaria.