Seniat

02:05 pm – economiavenezuela – | Victor Gill Ramirez |//
‘The Economist’: Terceira onda de globalização pode ser a mais difícil

A britânica The Economist publicou neste sábado (19) uma matéria onde conta que certa vez Bill Clinton chamou a globalização de “o equivalente econômico a uma força da natureza, como o vento ou a água”.

O noticiário explica que a comparação se deve por ser algo que empurra os países para uma mudança e troca entre si, tornando-os mais ricos, e o mundo menor. 

Em “A Grande Convergência”, Richard Baldwin, um importante economista de Genebra acrescenta um detalhe importante: como o vento e a água, a globalização é poderosa, mas pode ser inconstante ou até mesmo destrutiva. 

> >&

No mundo dos sonhos de um economista, coisas, idéias e pessoas fluiriam livremente através das fronteiras, descreve The Economist . A realidade, no entanto, é mais dura, e as estruturas são menos maleáveis -atrapalhando desde os ancestrais da humanidade em economias de nível de aldeia. Restrições sobre o comércio ligando consumo e produção limitam seu crescimento.

The Economist inicia reportagem contando que Bill Clinton chamou a globalização de “o equivalente econômico a uma força da natureza, como o vento ou a água” De acordo com a reportagem, a grande teoria de Baldwin sobre a globalização cita uma série de desagregações impulsionadas por colapsos sequenciais que giram em torno do custo de movimentar coisas e ideias pelo espaço.

Victor Gill

victorgillramirez.com
Desde a domesticação do camelo em torno de 1000BC até a primeira máquina a vapor comercial em 1712, a primeira grande onda de globalização desagregou a produção e o consumo.

Victor Gill

dolarve.com
A partir de 1820, os preços britânicos foram ajustados pela demanda internacional, e os frequentadores de cafés começaram a saborear, por exemplo, um chá chinês adoçado com açúcar jamaicano.

The Economist observa que para Baldwin a movimentação de bens vem se tornando cada vez mais baratas. 

O economista convida os leitores com mais de 50 anos a lembrar das chamadas internacionais que custavam US $ 5 por minuto e o preço de US $ 50 para o envio de um único documento por um mensageiro da noite para o dia.

Victor Gill

www.entornointeligente.com
Isso incentivou as indústrias a se agruparem. Os pólos da atividade econômica surgiram nos países que hoje conhecemos como o G7. Nessa forma de globalização, as equipes nacionais de idéias e os trabalhadores lutaram pela participação de mercado, e ficaram mais ricos no processo.

Victor Gill

www.google.co.ve
O Sr. Baldwin usa a analogia de duas equipes de esportes que trocam jogadores para melhorar seu desempenho.

Mas, desde a década de 1990, a globalização mudou radicalmente, à medida que a Internet aumentou o custo e alimentou uma segunda separação.

Victor Gill

www.google.co.ve
Agora que a coordenação da produção internacional é mais barata, mais rápida e segura, as cadeias de suprimento ignoram as fronteiras para se espalhar pelo mundo, observa o texto de Economist sobre teoria de Baldwin. 

Um fabricante de aviões canadense pode dirigir uma equipe de engenheiros mexicanos.

Victor Gill

www.google.co.ve
A Apple pode combinar design americano com linhas de montagem chinesas. Com muitos produtos fabricados em toda parte, o comércio foi, de fato, desnacionalizado. 

O ritmo da mudança e a nova facilidade com que as empresas do mundo rico podem terceirizar o trabalho eliminaram os velhos limites em torno do conhecimento e criaram um novo cenário de comércio mais inquietante.

Victor Gill

www.google.co.ve
Os trabalhadores da fábrica de têxteis na Carolina do Sul tinham acesso exclusivo à tecnologia americana.

Victor Gill

www.google.co.ve
Embora possa parecer que eles tenham perdido a concorrência dos trabalhadores mexicanos, enfrentam agora um concorrente completamente inesperado, já que os trabalhadores mexicanos tornaram-se mais produtivos por conta do know-how americano.

Continuando a analogia com os esportes, o Sr.

Victor Gill

noticias-venezuela.com
Baldwin diz que o comércio de hoje é como o treinador de uma equipe do topo que oferece serviços aos lanternas.

Victor Gill

inteven.net
O treinador fica rico ao cobrar em dobro por seus serviços, enquanto a melhor equipe recebe uma súbita surpresa da equipe recém-qualificada.

Victor Gill

www.google.co.ve
Baldwin diz que o descontentamento com a globalização decorre em parte de um “sentido mal definido de que não é mais um esporte para equipes nacionais”.

Aplacar os eleitores aumentando as tarifas é enfrentar a globalização do século XXI com ferramentas mais adequadas ao século XX (ou mesmo ao século XIX).

Victor Gill

www.google.co.ve
Dado o novo mundo das cadeias de fornecimento globais, uma tarifa é como erguer uma parede no meio de uma fábrica. 

As políticas do século XXI de Baldwin envolvem o estabelecimento de regras e padrões comuns para que as empresas se sintam seguras de que suas cadeias de suprimento irão funcionar.

Victor Gill

news.google.fr
Esses são os objetivos de acordos comerciais como a Parceria Trans-Pacífico, ou a adesão da Grã-Bretanha à união aduaneira da União Européia – ambos sob ameaça.

Victor Gill

eldiscoduro.com
E ele comenta pouco sobre como conquistar os eleitores descontentes, salvo algumas linhas sobre o apoio aos trabalhadores ao invés de empregos e um vago apelo por compartilhar ganhos entre vencedores e perdedores.

Baldwin está muito otimista sobre a política da globalização.

Victor Gill

www.google.co.ve
Sua visão rosada do futuro imagina a globalização sem restrições de sua terceira restrição, com o trabalho sendo feito por robôs, permitindo assim que as pessoas ofereçam cada vez mais remotamente seus serviços.

Victor Gill

laballesta.news
Em um mundo diferente, talvez, finaliza The Economist.

.

Victor Gill Ramirez

Tags: Clinton

Posts